A troca gasosa pulmonar na ventilação mecânica

Marcelo Alcantara Holanda

-Professor Associado de Medicina Intensiva e Pneumologia da Universidade Federal do Ceará (UFC)
-Médico da UTI respiratória do Hospital de Messejana, Dr Carlos Alberto Studart Gomes.
-Criador e desenvolvedor da plataforma xlung para ensino da Ventilação Mecânica

Ao final deste capítulo o leitor deverá estar apto a:

  1. Compreender os princípios da troca gasosa pulmonar durante a ventilação mecânica

  2. Reconhecer os efeitos agudos dos ajustes ventilatórios sobre os parâmetros da gasometria arterial

Resumo

A principal função do sistema respiratório é a troca gasosa, sendo a manutenção desta um dos objetivos centrais da ventilação mecânica.

O padrão ventilatório, VE, VT e frequência respiratória são as principais variáveis do ventilador pulmonar determinantes da PaCO2 e, mais importante, do pH. Mudanças bruscas no padrão ventilatório produzem variações agudas importantes nestes dois parâmetros e em menor grau da SaO2 e na PaO2.

A PaO2 e a SaO2 são definidas principalmente pelos ajustes da FIO2 por modificar a PAO2 e pela PEEP na medida em que esta pode influenciar a relação V/Q nos pulmões.

Para continuar a leitura...

Você deve possuir uma assinatura ativa da plataforma xlung

Caso já seja um assinante, faça Login no topo da página, ou adquira já a sua assinatura

Assine já