Assincronia paciente - ventilador

Marcelo Alcantara Holanda +

Renata dos Santos Vasconcelos +

Betina Santos Tomaz +


Figuras: PPTX PDF para assinantes!

Xlung App

Xlung Assist Ped


Ao final deste capítulo o leitor deverá estar apto a:

  1. Compreender o conceito de assincronia paciente x ventilador

  2. Compreender as suas repercussões fisiológicas e clínicas

  3. Reconhecer seus tipos e mecanismos envolvidos

  4. Conhecer as estratégias de correção

  1. Conceito e aspectos gerais
  2. A assincronia paciente-ventilador pode ser definida como um desencontro entre o paciente, em relação a demandas de tempo, fluxo, volume e/ou pressão de seu sistema respiratório, e o ventilador, em relação ao fornecimento desses parâmetros programados. Eventos assincrônicos podem variar desde alterações sutis, que exigem alta suspeição e monitorização refinada para sua detecção, até a evidente “briga” entre o paciente e o ventilador. A assincronia paciente-ventilador tem taxas de incidência variando de 10% a 85%. Essa grande variação pode ser explicada pelo fato de diferentes fatores interferirem tanto na sua incidência quanto na sua detecção, pois na prática clínica diária a sua identificação nem sempre é fácil e sua detecção à beira do leito é deficiente e bastante subestimada. Na grande maioria das vezes esses fenômenos não são percebidos clinicamente, principalmente se ela ocorre quando o paciente não está agitado. As assincronias podem ter causas relacionadas à condição subjacente do paciente, a limitações ou problemas do ventilador mecânico e acessórios ou de ambos.

Para continuar a leitura...

Você deve possuir uma assinatura ativa da plataforma xlung

Caso já seja um assinante, faça Login no topo da página, ou adquira já a sua assinatura

Assine já