Reconexão ao Ventilador Mecânico após TRE bem sucedido: um descanso para ganhar fôlego e não voltar ao tubo

Última atualização: Quinta, 28 de Junho de 2018, as 15:53

Escrito por:
- Marcelo Alcantara Holanda, Prof. Associado de Pneumologia e Terapia intensiva da Universidade Federal do Ceará (UFC) e idealizador da Plataforma Xlung para ensino da VM
- Davi Mota Alcantara, Médico graduado pela Universidade Federal do Ceará e Consultor da Plataforma Xlung

As Diretrizes Brasileiras de Ventilação Mecânica (VM) (1) recomendam retirar o paciente da ventilação invasiva o mais rápido quanto possível. Para isso deve-se realizar a suspensão diária da sedação e a busca ativa para identificação do paciente candidato ao desmame. Uma vez identificado, pode-se empregar o Teste de Respiração Espontânea (TRE) para avaliar a capacidade de extubação do paciente. Neste cenário, emprega-se um tubo T ou PSV de 5-7cmH2O durante 30 a 120 minutos. É considerado sucesso no TRE pacientes que mantiverem padrão respiratório, troca gasosa, estabilidade hemodinâmica e conforto adequadas, sem critérios para interrupção do mesmo como demonstrado na Tabela 1. (1).

Parâmetros clínicos e cardiorrespiratórios para interrupção do TRE
Frequência Respiratória > 35 rpm
SpO2 < 90%
Frequência cardíaca > 140 bpm
Pressão arterial sistólica > 180 mmHg ou < 90 mmHg
Sinais e sintomas: Agitação, sudorese, alteração do nível de consciência

Em caso de TRE bem sucedido, deve-se avaliar as vias aéreas encontram-se pérvias e protegidas. Segue-se então a extubação - com possibilidade de Ventilação Não Invasiva (VNI) preventiva em pacientes com fatores de risco para falência respiratória. Sabe-se que a VM pode ter efeito deletério no diafragma, caracterizando a “disfunção diafragmática induzida pelo ventilador”, definida como uma perda da capacidade de geração de força deste músculo relacionada à VM (3). Por sua vez, a imposição de carga extra ao diafragma, como durante um TRE, poderia, em tese, predispor à fadiga diafragmática pós-extubação. A duração ótima e as condições ideais em que o TRE deve ser realizado ainda não são consensuais na literatura. TREs muito intensos [...]



Para continuar a leitura...

Você deve possuir uma assinatura ativa da plataforma xlung

Caso já seja um assinante, faça Login no topo da página, ou adquira já a sua assinatura

Assine já